June 19, 2024

Nos últimos anos, o mercado de criptomoedas tem sido caracterizado por avanços tecnológicos constantes e inovações que impactam diretamente a forma como as transações digitais são realizadas. No entanto, um protocolo lançado no fim de 2022 conseguiu se destacar e atrair a atenção dos entusiastas do bitcoin. Chamado de Ordinals, esse protocolo revolucionário permite que tokens não-fungíveis (NFTs) sejam armazenados diretamente na rede, sem a necessidade de serviços secundários para guardar os criptoativos.

Essa inovação tem sido um fator-chave para o recente aumento da atividade dos usuários no blockchain do bitcoin. De acordo com dados da plataforma CryptoQuant, compilados pelo site CoinDesk, a média de transações em sete dias atingiu a marca de 354 mil, o maior nível de atividade desde maio de 2021. Esse crescimento surpreendente é especialmente significativo, uma vez que coincide com o período em que a China proibiu a mineração de criptomoedas no país, levando a uma fuga de mineradores.

Uma das principais razões por trás desse aumento na atividade é a crescente popularidade dos NFTs no blockchain do bitcoin. Segundo uma pesquisa realizada pelo BitMEX, aproximadamente 13 mil tokens do Ordinals foram cunhados por endereços na rede da maior criptomoeda do mercado, entre a segunda quinzena de dezembro e o dia 7 de fevereiro. Esses números impressionantes demonstram o rápido crescimento desse novo recurso e o interesse dos usuários em explorar as possibilidades dos NFTs.

Ao contrário de outros blockchains, como o da Ethereum, em que os NFTs dependem de serviços secundários para armazenamento, o protocolo Ordinals permite que esses ativos digitais sejam armazenados diretamente na rede do bitcoin. Essa funcionalidade traz uma série de benefícios, como maior segurança e eficiência nas transações. No entanto, esse avanço tecnológico também teve consequências inesperadas.

O aumento na utilização de NFTs no blockchain do bitcoin resultou em blocos com tamanhos recordes, chegando a atingir o limite máximo da rede, de 4 megabytes. Esse aumento de tamanho dos blocos teve um impacto direto nas taxas cobradas pelas transações na rede. Embora as taxas ainda estejam abaixo dos níveis registrados em 2022, muitos usuários manifestaram preocupação com esse aumento de custos, o que gerou debates acalorados na comunidade.

Alguns argumentam que a rede bitcoin não foi originalmente concebida para suportar atividades não-financeiras, como a armazenagem de NFTs. Essa visão sugere que a criptomoeda deveria ser uma reserva de valor digital e não uma plataforma para ativos digitais únicos. No entanto, defensores do protocolo Ordinals argumentam que o aumento na demanda por espaço nos blocos, juntamente com as taxas mais altas, contribui para a remuneração dos mineradores, o que, por sua vez, aumenta a segurança e a estabilidade da rede no longo prazo.

Dados fornecidos pelo BitMEX revelam que os NFTs ligados ao protocolo Ordinals consumiram 526 megabytes de espaço nos blocos e geraram um gasto de aproximadamente 6,77 bitcoins. Esses números confirmam o crescimento exponencial da atividade com esses ativos digitais na rede do bitcoin nos últimos dias. Apesar das controvérsias e desafios trazidos pela armazenagem de NFTs no blockchain, não se pode negar o impacto positivo que essa inovação teve na motivação dos usuários e no crescimento geral do ecossistema das criptomoedas.

Em suma, o lançamento do protocolo Ordinals, que permite a armazenagem direta de tokens não-fungíveis na rede do bitcoin, desencadeou um aumento significativo na atividade dos usuários no blockchain. A popularidade crescente dos NFTs tem impulsionado o interesse e a participação dos usuários no ecossistema das criptomoedas. Apesar das discussões em torno da adequação dessas atividades não-financeiras na rede bitcoin, o aumento na demanda por espaço nos blocos e as taxas mais altas têm potencial para beneficiar a segurança e a sustentabilidade da rede a longo prazo. O futuro promissor do bitcoin e dos NFTs continua a despertar a curiosidade e a criatividade de indivíduos e empresas que buscam explorar as possibilidades revolucionárias dessas tecnologias emergentes.

Copyright © All rights reserved. | BroadNews by AF themes.