June 22, 2024

Uma nova unidade intitulada Google DeepMind foi formada pela fusão da equipe Brain do Google Research e da DeepMind, uma empresa de IA com sede em Londres que o Google comprou em 2014.

O CEO do Google e da Alphabet, Sundar Pichai, anunciou que duas áreas da empresa se fundiram para formar uma nova unidade de negócios dedicada ao desenvolvimento da próxima geração de inovações e produtos de inteligência artificial (IA).

Intitulada Google DeepMind, a nova unidade foi formada pela fusão da equipe Brain, que é parte do Google Research, e da DeepMind, uma empresa de IA com sede em Londres que o Google comprou em 2014. A unidade de negócios recém-formada visa acelerar o progresso da empresa no desenvolvimento de IA de forma segura e responsável.

Temos o orgulho de anunciar que o DeepMind e a equipe Brain do @Google Research se tornarão uma nova unidade: Google DeepMind. Juntos, vamos acelerar o progresso em direção a um mundo onde a IA pode ajudar a resolver os maiores desafios que a humanidade enfrenta.
— DeepMind (@DeepMind)

O objetivo de Pichai ao combinar o talento de IA do Google em uma equipe focada é “acelerar significativamente nosso progresso em IA.” Jeff Dean, cientista-chefe do Google Research e do Google DeepMind – que se reportará diretamente a Pichai – foi encarregado de construir uma série de poderosos modelos multimodais de IA.

Com pessoas como o CEO da Tesla, Elon Musk, afirmando que a IA tem o potencial de destruir a civilização humana, Pichai esclareceu a intenção por trás da criação da unidade: “Para garantir um desenvolvimento ousado e responsável da IA, estamos criando uma unidade que nos ajudará a construir sistemas mais capazes com mais segurança e responsabilidade.”

Embora Pichai tenha dito que os progressos alcançados pela unidade serão usados para aprimorar os produtos do Google, detalhes específicos permanecem desconhecidos até o momento.

Enquanto isso, uma pesquisa recente com 11.004 cidadãos dos Estados Unidos revelou que há grandes temores acerca da incorporação de IAs em ambientes de trabalho. Por sua vez, 56% dos entrevistados acreditam que a IA terá um grande impacto na economia dos EUA, enquanto apenas 13% acreditam que “a IA ajudará mais do que prejudicará” os trabalhadores americanos.

A criação da Google DeepMind reflete o compromisso contínuo do Google em impulsionar a inovação e avançar no campo da inteligência artificial. Ao combinar os talentos da equipe Brain e da DeepMind, a empresa busca acelerar o desenvolvimento de sistemas de IA mais capazes, seguros e responsáveis.

O CEO Sundar Pichai reforçou a importância de um desenvolvimento ousado e responsável da IA, reconhecendo os desafios e as preocupações em torno dessa tecnologia. A nova unidade está empenhada em construir sistemas de IA que possam enfrentar os maiores desafios da humanidade e contribuir para um futuro melhor.

Embora os detalhes específicos sobre os produtos e inovações resultantes dessa fusão ainda não tenham sido divulgados, a formação da Google DeepMind representa um passo significativo no avanço da inteligência artificial. Jeff Dean, cientista-chefe do Google Research e da Google DeepMind, liderará os esforços para desenvolver modelos multimodais de IA poderosos, capazes de integrar várias formas de dados e informações.

A preocupação com os impactos da IA no ambiente de trabalho é evidente, como revelado por uma pesquisa recente nos Estados Unidos. Mais da metade dos entrevistados acreditam que a IA terá um grande impacto na economia, destacando a necessidade de abordar essas questões de forma cuidadosa e responsável.

O Google DeepMind busca não apenas impulsionar o progresso tecnológico, mas também garantir que o desenvolvimento da IA ocorra de maneira ética e segura. A união de expertise da equipe Brain e da DeepMind traz consigo a capacidade de explorar o potencial da IA para resolver os desafios mais urgentes da sociedade.

À medida que a Google DeepMind avança em suas pesquisas e desenvolvimento de produtos, é esperado que surjam soluções inovadoras que possam impactar positivamente uma ampla gama de setores, desde a saúde até a sustentabilidade ambiental e muito mais.

O futuro da inteligência artificial está se moldando rapidamente, e a Google DeepMind está posicionada para desempenhar um papel fundamental nessa jornada. Com a expertise combinada e o compromisso de promover avanços de IA seguros e responsáveis, a empresa tem o potencial de liderar a próxima geração de inovações que impactarão a maneira como vivemos e interagimos com a tecnologia.

Conclusão

A criação da Google DeepMind, resultado da fusão da equipe Brain do Google Research e da empresa de IA DeepMind, marca um marco importante no campo da inteligência artificial. Essa nova unidade de negócios tem como objetivo acelerar o progresso no desenvolvimento de IA segura e responsável.

Sob a liderança de Jeff Dean, a Google DeepMind se concentrará na construção de modelos multimodais de IA poderosos, capazes de enfrentar os desafios mais urgentes da humanidade. A empresa está comprometida em impulsionar a inovação tecnológica e, ao mesmo tempo, garantir que a IA seja desenvolvida de maneira ética e segura.

Enquanto o impacto da IA no ambiente de trabalho gera preocupações, a Google DeepMind está empenhada em abordar essas questões de forma cuidadosa. Através de pesquisas e desenvolvimento contínuos, espera-se que a empresa apresente soluções inovadoras que beneficiem diversos setores e impulsionem a economia.

À medida que avançamos em direção a um futuro cada vez mais impulsionado pela inteligência artificial, a Google DeepMind está preparada para liderar a próxima geração de inovações. Combinando expertise e compromisso, a empresa está moldando um futuro em que a IA desempenhará um papel central em nossas vidas, abrindo portas para possibilidades inimagináveis.

Copyright © All rights reserved. | BroadNews by AF themes.